Rally: votação popular premia temporada incrível de Reinaldo Varela

Tricampeão mundial de Rally Cross-Country, melhor piloto do Rally Dakar na soma dos três últimos anos e oitavo título do Sertões (dessa vez na categoria UTV Pro Over). E isso aos 60 anos de idade. Para coroar uma temporada na qual enfrentou as principais provas do off-road mundial com resultados excepcionais, Reinaldo Varela foi o vencedor do “Guidão de Ouro”, premiação que utiliza voto popular para a escolha dos melhores competidores do ano. Varela foi apontado como o melhor piloto em 2019 na categoria UTV na eleição promovida pela tradicional revista Dirty Action, especializada em competições fora de estrada.
“Foi incrível ver meu trabalho reconhecido pela votação popular. Ou seja, os fãs do esporte e praticantes do fora de estrada me escolheram como o melhor piloto da temporada. É uma grande alegria que divido com minha família, com a nossa equipe Monster Energy Varela Can-Am, e em especial com meu parceiro e navegador Gustavo Gugelmin – um craque que tenho ao meu lado. Sem eles eu jamais teria conquistado o que consegui no ano passado. Obrigado a todos que votaram em mim”, comemorou Reinaldo Varela, que ao longo da carreira somou nada menos que 36 títulos nacionais e internacionais, sendo o único tricampeão mundial do País.
A campanha mais difícil
Em 2019, Varela e o navegador Gustavo Gugelmin enfrentaram o que pode ser definido como a campanha de mais alto nível encarada por qualquer competidor brasileiro de off-road. No ano passado, além do terceiro lugar no Rally Dakar – no qual estavam entre os favoritos, mas foram prejudicados por uma quebra que lhes tirou da liderança no finalzinho da corrida –, eles também foram campeões de outro ícone do fora de estrada mundial, o Rally dos Sertões. Somente isso já bastaria para coloca-los entre as mais ousadas duplas da atualidade. Mas o duo brasileiro também encarou as difíceis provas do Mundial de Rally-Cross Country, com corridas em locais tão rústicos quanto distintos, como as neves da Rússia e as areias do Sahara – inclusive com vitórias nas etapas do Qatar, Cazaquistão e Marrocos, além de um segundo lugar nos Emirados Árabes.
“Realmente, a temporada foi difícil, mas ao mesmo tempo fantástica”, avalia o piloto da equipe Monster Energy Varela Can-Am. “Tivemos diante de nós vários dos melhores pilotos de UTV do mundo e andamos de igual para igual com todos eles. Este ano vamos repetir a dose. Estivemos de novo no Dakar e vamos brigar pela vitória no Sertões e no Mundial novamente. Só de pensar em tudo o que vamos fazer dá um arrepio na espinha. Mas essa é a nova vocação e a vitória no Guidão de Ouro somente nos motiva mais ainda. Não vejo a hora de voltar a acelerar”, completou Reinaldo Varela.

Fonte: http://www.motoronline.com.br/www/exibenoticias.php?noticia=121148&p_operacao=Ver acessado em 31/03/2020
Foto: Marian Chytka